publicidade
O Atlético-MG goleou o Coritiba, por 3 a 0, no Independência, e somou 50 pontos

O Atlético-MG goleou o Coritiba, por 3 a 0, no Independência, e somou 50 pontos

Victor Martins
Do UOL, em Belo Horizonte

Otero recebeu a bola ainda no campo de defesa. Deu poucos passos, o suficiente para passar do meio de campo e chutar. Adiantado, o goleiro Wilson até que tentou voltar, mas não conseguiu fazer a defesa, mesmo pulando. Um golaço. O terceiro do Atlético-MG na goleada por 3 a 0 sobre o Coritiba, no Independência, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Resultado que deixa o clube mineiro bem próximo do G-7, restando duas rodadas para o término da competição. São apenas dois pontos de distância para o Botafogo, o sétimo colocado. Já o Coritiba, com 43 pontos, ainda não está totalmente livre do risco de rebaixamento, mas somente uma grande combinação de resultados é capaz de derrubar a equipe paranaense.

Otero tem noite para não esquecer mais

Com apenas quatro minutos de jogo o Atlético já vencia o Coritiba. Chute de Otero, de fora da área, no canto direito de Wilson. O venezuelano começou bem a partida, com muita participação nas jogadas. Aliás, foi em uma falta batida por ele que o Atlético conseguiu o lateral que originou o segundo gol, marcado por Leonardo Silva. Mas Otero queria mais, queria muito mais. E conseguiu. O camisa 11 do Galo fez um golaço, arrematando para o gol logo após cruzar a linha do meio de campo.

Relaxado, Coritiba facilitou as coisas para o Galo

Por enfrentar uma equipe que ainda luta contra o rebaixamento, o Atlético certamente esperava mais dificuldades diante do Coritiba. No entanto, o time alvinegro fez a partida mais tranquila como mandante neste Campeonato Brasileiro. Com 15 minutos de jogo o placar já apontava 2 a 0 para o time local, que encontrou um adversário relaxado, com marcação frouxa. Não fosse as boas defesas de Wilson, o placar era para ter sido ainda mais elástico.

Marcelo Oliveira foi aplaudido pelos torcedores atleticanos

Técnico do Atlético durante boa parte da temporada passada, Marcelo Oliveira foi demitido no final de novembro de 2016, após perder para o Grêmio, no Mineirão, a primeira partida da final da Copa do Brasil. A passagem pela Cidade do Galo não rendeu títulos, mas o carinho do torcedor com o treinador continuou. Marcelo Oliveira foi bastante aplaudido pelos torcedores, enquanto caminhava em direção ao banco de reservas do Independência. O treinador também foi abraçado pelos jogadores do Galo. Dos 11 titulares diante do Coritiba, apenas dois, Elias e Valdívia, não trabalharam com Marcelo em 2016.

Já Kleber foi o alvo da torcida

Se Marcelo foi bastante aplaudido, o atacante Kleber foi perseguido pela torcida do Atlético. Bastava o camisa 83 pegar na bola para que todos os presentes do estádio o vaiassem. Kleber passou pelo Cruzeiro, entre 2009 e 2010, e ficou muito marcado. Inclusive, em um clássico, o atacante fez gol e imitou uma galinha, para provocar os atleticanos. A pressão da torcida do Galo parece que fez efeito, já que Kleber não jogou bem e foi substituído durante o segundo tempo.

Leonardo Silva acaba com jejum de 13 meses
Zagueiro com mais gols na história do Atlético, Leonardo Silva não marcava desde 16 de outubro do ano passado, na derrota por 3 a 2 para o Botafogo, pelo Brasileirão. Com o primeiro gol em 2017, o capitão do Galo chegou aos 29 pelo clube. Ele marcou ao menos um gol por temporada desde que chegou à Cidade do Galo, em janeiro de 2011.

Atlético perde chance de melhorar o saldo
Com o triunfo por 3 a 0 sobre o Coritiba, o Atlético transformou o saldo de -1 para 2. No entanto, o time mineiro perdeu ótima chance de fazer mais gols e ficar numa situação ainda melhor. No primeiro tempo foram várias chances criadas e não aproveitadas. Já na etapa final, com o 3 a 0 no placar, o Galo teve uma postura mais cautelosa e pouco ameaçou o gol defendido por Wilson. O Botafogo, concorrente mais próximo na disputa por vaga na Libertadores, sem cinco gols de saldo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 0 CORITIBA

Data: 19 de novembro de 2017, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 8.184 presentes
Renda: R$ 114.410,00
Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA/SC)
Assistentes Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP)
Cartões amarelos: Fred e Gustavo Blanco (CAM) Alan Santos, Léo, Kleber, Márcio e Werley (CTB)
Gols: Otero, aos 4, Leonardo Silva, aos 15, e Otero, aos 30 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Yago, Elias (Gustavo Blanco, aos 39 do 2º), Otero e Valdívia (Cazares, aos 27 do 2º); Robinho (Luan, aos 15 do 2º) e Fred.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CORITIBA
Wilson, Léo (Daniel, intervalo), Werley, Márcio e William Matheus; Jonas, Alan Santos, Tiago Real e Dodô; Kléber (Henrique Almeida, aos 22 do 2º) e Getterson (Iago, aos 33 do 2º).
Técnico: Marcelo Oliveira.

Foto: Bruno Cantini/ Atlético (retirada do site do clube)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa