publicidade
O Galo contou com gols de Robinho e Elias para alcançar a taça, enquanto Ramón Ábila fez o único do visitante

O Galo contou com gols de Robinho e Elias para alcançar a taça, enquanto Ramón Ábila fez o único do visitante

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins
Do UOL, em Belo Horizonte

Em uma partida bastante movimentada, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro, por 2 a 1, na tarde deste domingo (7), no estádio Independência, e faturou o título do Campeonato Mineiro. O Galo contou com gols de Robinho e Elias para alcançar a taça, enquanto Ramón Ábila fez o único do visitante.

O melhor: Elias brilha e é contemplado com gol

Elias foi o principal nome do jogo entre Atlético-MG e Cruzeiro neste domingo (7), pela finalíssima do Campeonato Mineiro. O meio-campista teve mais liberdade para chegar ao ataque com as presenças de Rafael Carioca e Adilson no meio de campo e brilhou em campo. Ele deu um passe para Robinho marcar. A arbitragem, contudo, assinalou impedimento do camisa 7 e deixou a sua marca em ótimo passe de Juan Cazares.

O pior: Arrascaeta faz clássico apagado e acaba substituído

Principal nome do setor de criação do Cruzeiro, o camisa 10 não esteve bem na partida deste domingo. Presa fácil para a marcação, o uruguaio foi o pior em campo na finalíssima e acabou substituído por Mano Menezes.

Questionado, Robinho dá a volta por cima pelo Atlético-MG

Cobrado pela torcida às vésperas da partida de ida da semifinal do Campeonato Mineiro, Robinho deu a volta por cima. O atacante marcou um gol na finalíssima do Estdual em jogada que contou com a sua participação do início ao fim. Após receber passe de Adilson, o craque lançou Fred na ponta direita e correu em direção à área para balançar a rede de Rafael. Este foi o quinto gol do camisa 7 na atual temporada. Ele esteve em 14 partidas do Galo no ano.

Arbitragem erra em lance de impedimento

A arbitragem cometeu um erro que poderia mudar o rumo do jogo no primeiro tempo. Robinho balançou a rede de Rafael depois de passe milimétrico de Elias. O assistente Pedro Araújo Dias Cotta, no entanto, assinalou impedimento do Rei das Pedaladas. O problema é que o camisa 7 do Atlético estava na mesma linha de Diogo Barbosa.

Roger muda formação e prioriza contragolpes

O Atlético-MG necessitava somente de um empate para alcançar o título mineiro. Ciente disso, Roger Machado fechou o meio de campo, escalando Adilson, Rafael Carioca e Elias para segurar o rápido setor de criação do adversário. A escolha do treinador evitou que Thiago Neves, Rafinha e De Arrascaeta chegassem com frequência ao gol defendido por Victor. Com o meio bem posicionado, o Galo priorizou os lances de contra-ataque com Rómulo Otero, Elias, Robinho e Fred.

Mudança de Mano surte efeito e Ábila faz golaço

O Cruzeiro encontrou muitas dificuldades para penetrar a defesa do Atlético-MG, sobretudo no primeiro tempo. A necessidade de ir para cima do adversário obrigou Mano Menezes a alterar a forma de atuar da equipe após os 45 minutos iniciais. Ramón Ábila entrou na vaga de Hudson e aumentou a ofensividade do visitante. O craque argentino, inclusive, balançou a rede de Victor. Ele aproveitou cruzamento de Rafinha e marcou de voleio.

Atlético-MG encerra jejum de vitórias contra o Cruzeiro

O Atlético-MG não vencia o Cruzeiro há oito partidas. A última vitória do Galo sobre o arquirrival foi em 2015, pela partida de volta da semifinal do Mineiro. Na ocasião, o time de Levir Culpi aplicou 2 a 1 em seu maior adversário. Desde então, foram cinco derrotas e três empates até o jogo decisivo.

Derrota amplia jejum de títulos do Cruzeiro no Mineiro

O Cruzeiro não vence uma taça do Estadual desde 2014, quando bateu o arquirrival na decisão. Na ocasião, o time celeste faturou o título com dois empates sem gols contra o maior oponente. Nos dois anos seguintes, a Raposa não conseguiu sequer chegar à decisão. Em 2015, foi eliminado pelo Atlético. No ano passado, o América-MG bateu o time da Toca da Raposa II.

Ficha técnica
Atlético-MG x Cruzeiro

Motivo: partida de volta da final do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 7 de maio de 2017 (domingo)
Horário: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Pedro Araújo Dias Cotta (MG) e Ricardo Júnior de Souza (MG)

Cartão amarelo: Rafael Carioca, Adilson, Elias, Danilo (Atlético-MG); Hudson, Rafinha, Henrique (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Adilson (Atlético-MG); Rafinha (Cruzeiro)

Gols: Robinho – 12´/1ºT (1-0); Ramón Ábila – 7´/2ºT (1-1); Elias - 24´/2ºT (2-1)

Atlético-MG
Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Adilson, Rafael Carioca, Elias (Danilo – 35´/2ºT) e Rómulo Otero (Maicosuel – 18´/2ºT); Robinho (Juan Cazares – 23´/2ºT) e Fred. Técnico: Roger Machado.

Cruzeiro
Rafael; Mayke, Léo, Kunty Caicedo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Ramón Ábila – Intervalo) e De Arrascaeta (Raniel – 36´/2ºT); Thiago Neves, Rafinha e Rafael Sóbis (Alisson – 26´/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Foto: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa