publicidade
A torcida dá mostras in loco e nas redes sociais de que está farta do comportamento dos atletas. Foto: Staff Images/Flamengo

A torcida dá mostras in loco e nas redes sociais de que está farta do comportamento dos atletas. Foto: Staff Images/Flamengo

O Flamengo entrou em estado crítico na reta final da temporada. A derrota para o Coritiba por 1 a 0, na última quinta-feira (16), no Couto Pereira, colocou o Rubro-negro em situação de risco no objetivo de conquistar a vaga na Copa Libertadores de 2018. Um lugar na fase de grupos está cada vez mais distante. Para piorar, o time da Gávea pode até mesmo ficar fora das preliminares da competição continental.

A torcida dá mostras in loco e nas redes sociais de que está farta do comportamento dos atletas. Os maus resultados do segundo elenco mais caro do país também incomodam. Um intenso protesto foi realizado na última quarta-feira (15) - aniversário de 122 anos do Flamengo - e a previsão é a de que novas manifestações ocorram nos próximos dias.

Em paralelo ao desespero do torcedor está o clima de fim de festa no departamento de futebol. Em uma temporada que começou repleta de expectativas, o sentimento é de absoluta frustração. Tudo começou na eliminação vexatória da Libertadores. Esperava-se que a sequência do ano trouxesse elementos para apagar o vexame. Mas não foi assim.
Após o vice-campeonato da Copa do Brasil, o trabalho desandou de vez. Diretoria, comissão técnica e jogadores têm dificuldades para encontrar forças e dar a volta por cima. Os discursos são confusos e as chances de "salvar" a temporada cada vez mais escassas. Internamente, o sentimento é de desconfiança sobre o que pode acontecer por conta do panorama político conturbado e das exigências de mudanças profundas no futebol em 2018.

A esperança ainda está na conquista do título da Copa Sul-Americana. O futebol apresentado e um ambiente que passa longe da tranquilidade, no entanto, colocam as metas em dúvida até mesmo para quem vive delas no dia a dia.

Enquanto isso, um acuado Reinaldo Rueda segue sem saber explicar o que acontece com o Flamengo. É fato consumado que o time não evolui e tampouco tem conseguido construir o básico nos últimos compromissos. Os erros não são corrigidos e a equipe aparenta estar cada vez mais fora de sintonia.

"O Flamengo tenta, mas não tem sido contundente para sustentar os resultados. Existe uma parte mental muito difícil de explicar por toda a pressão que há sobre o time. Creio que isso tem se repetido", afirmou o comandante.

Falta pouco para o encerramento da temporada. O Flamengo pode até cair para a 10ª posição na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o que seria trágico e praticamente não daria mais tempo de recuperação. A relação com a torcida entrou em um estágio insustentável e o clube dá mostras de não saber o que fazer para "limpar a barra".

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa