publicidade
Após vaias, Atlético-MG do técnico Roger Machado precisa vencer para evitar pressão

Após vaias, Atlético-MG do técnico Roger Machado precisa vencer para evitar pressão

Líder do grupo 6 da Copa Libertadores, com quatro pontos e três gols de saldo, o Atlético-MG entra em campo nesta quarta-feira para enfrentar o Libertad, no Estádio Nicolás Leoz, em Luque, no Paraguai. Apesar da liderança na Libertadores e uma leve vantagem na semifinal do Campeonato Mineiro, o momento é de cobrança.

Se o time apresenta bons números na temporada, com 70% de aproveitamento e apenas três derrotas em 17 jogos, o nível de atuação não tem agradado aos torcedores. Tanto que o técnico Roger Machado foi chamado de burro no empate com a URT, pela semifinal do Mineiro. Isso aconteceu pela primeira vez desde que ele chegou à Cidade do Galo.

Portanto, vencer o Libertad, fora de casa, é algo que pode trazer um alívio importante para o treinador atleticano e para os jogadores, que podem iniciar uma sequência de jogos em Belo Horizonte, no próximo domingo, caso avancem à final do Mineiro.

"Estamos na semifinal do Mineiro e estamos líderes na Libertadores. É o início de um trabalho e nós jogadores sabemos da nossa responsabilidade também. A gente está tentando fazer o máximo, temos muita confiança em todo mundo e as coisas vão dar certo esse ano para a gente. O pensamento aqui é só positivo", comentou o atacante Fred, que estava suspenso no Mineiro e retorna ao time para este jogo da Libertadores.

Autor de quatro gols na goleada por 5 a 2 sobre o Sport Boys, da Bolívia, Fred descarta qualquer incômodo dentro do Atlético em função das cobranças. No entendimento do atacante, isso é normal.

"Incomodado com nada. A gente tem a consciência que nosso trabalho está sendo feito com muita dedicação, todo mundo tentando fazer o melhor possível. Sabemos que a cobrança é natural. Mas como já falei, estamos na semifinal do Mineiro e em primeiro lugar na Libertadores. Internamente nossa confiança é muito grande, um confia no outro. Temos muita qualidade e vamos juntar forças, para cada vez, para nos sentirmos mais fortes, mais unidos e para trazermos todo mundo para o nosso lado, para ficarmos ainda mais fortalecidos", disse o atacante.

Com quatro pontos, uma vitória deixaria o Atlético em posição privilegiada na Libertadores. A equipe brasileira pode chegar aos sete pontos e ainda com dois jogos por fazer dentro de casa. Então, nada de lembrar das vaias recebidas no jogo passado. De acordo com Fred, o foco do Atlético está apenas na busca por mais três pontos.

"Único pensamento nosso é conseguir essa vitória. Lógico que não vai ser fácil, mas vamos nos concentrar bem, nos preparar bem para chegar e surpreender o adversário fora de casa", completou Fred.

FICHA TÉCNICA
LIBERTAD-PAR X ATLÉTICO-MG

Data: 19 de abril de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Motivo: 3ª rodada do grupo 6 da Copa Libertadores
Local: Nicolás Leoz, em Luque (Paraguai)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)

Auxiliares: Christian Schiemann e Carlos Astroza (ambos do Chile)

LIBERTAD-PAR: Rodrigo Muñoz, Alan Benítez, Luis Cardozo, Candía e Néstor Giménez; Iván Ramírez, Sergio Aquino, Jesús Medina, Ángel Cardozo e Bareiro; Salcedo.
Técnico: Fernando Jubero.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Otero e Cazares; e Robinho; Fred.
Técnico: Roger Machado

Foto: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    47
  • 2 Grê
    40
  • 3 San
    37
  • 4 Pal
    33
  • 5 Fla
    32
  • Veja tabela completa