publicidade
Pottker chora ao falar em coletiva sobre negociação frustrada com o Corinthians

Pottker chora ao falar em coletiva sobre negociação frustrada com o Corinthians

William Pottker chegou a ficar muito perto do Corinthians no início de fevereiro, mas a participação do atacante em um jogo da Ponte Preta na Copa do Brasil fez o clube de Parque São Jorge desistir da negociação. Neste domingo (12), às 16h (de Brasília), é a vez de os dois se encontrarem pela primeira vez após a polêmica, em jogo da oitava rodada do Campeonato Paulista, no Moisés Lucarelli.

Em coletiva concedida nesta quinta (9), Pottker falou sobre o encontro, desejou sorte ao Corinthians e admitiu que a partida tem um gosto diferente. Porém, não pela negociação frustrada, mas sim por se tratar de um grande jogo.

"Na verdade, para todo jogador é sempre bom jogar contra o Corinthians. Comigo não é diferente. O que houve no passado já teve um ponto final. Desejo ao Corinthians toda a sorte do mundo na sua trajetória, eu vou pensar na Ponte e no meu futuro. Gosto de grandes jogos, e esse não deixa de ser um. Vale os mesmos três pontos, mas se ganhar tem um gosto diferente por ser contra um time como o Corinthians", declarou o atacante.

A ida de Pottker ao Corinthians foi cancelada depois que Pottker entrou em campo pela Copa do Brasil com a Ponte Preta, impedindo assim que o atacante jogasse pelo time corintiano no torneio nacional. O contrato de transferência chegou até a ser formulado pelo departamento jurídico corintiano, que viu o negócio ser abortado. Cerca de uma semana depois, o jogador assinou contrato de quatro anos com o Internacional – ele segue para o Sul após o Paulistão.

Pottker já admite incômodo com pequeno jejum

Vice-artilheiro do Campeonato Paulista com quatro gols, William Pottker já está há três partidas sem balançar as redes adversárias. O mini jejum já incomoda o atacante, que espera voltar a marcar neste domingo para colocar a Ponte Preta ainda mais perto da próxima fase do Campeonato Paulista – o time lidera o grupo D, com 14 pontos.

"Por estar sempre marcando, é normal eu me incomodar. Mas ainda assim tenho uma boa média. São cinco gols em nove jogos. É trabalhar sempre para buscar os gols, pois não tem coisa melhor do que comemorar com a torcida. Não gosto de prometer gol, mas vou dar o meu melhor domingo para ajudar meu time a vencer e, quem sabe, deixar minha marca também", completou.

Foto: Bruno Thadeu/UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa