publicidade
O Vitória, por sua vez, chega à quarta derrota consecutiva

O Vitória, por sua vez, chega à quarta derrota consecutiva


Do UOL, em Santos (SP)

Um triunfo para deixar o torcedor ainda mais esperançoso na busca por uma vaga na Libertadores. Foi o que o Santos conquistou na noite desta sexta-feira (5), no Barradão. Com um gol de sorte de Carlos Sánchez logo no começo do jogo, o time comandado por Cuca bateu o Vitória por 1 a 0 e chegou ao segundo resultado positivo seguido no Campeonato Brasileiro.

Com o resultado em Salvador, o Santos chega aos 39 pontos e pula para a sétima colocação da tabela, assumindo a posição do Cruzeiro (37), que entrou em campo na última quinta (4) pela Libertadores e só joga nesta 28ª rodada, contra o Ceará, no dia 24 de outubro.

O Vitória, por sua vez, chega à quarta derrota consecutiva, continua estacionado na 17ª colocação, com 29 pontos, e ainda pode cair uma posição na tabela caso a Chapecoense faça a lição de casa contra o Atlético-MG, neste sábado (6).

O Santos tem agora mais de uma semana para se preparar para o clássico do dia 13, contra o Corinthians, no Pacaembu. Já o Vitória entra em campo um dia depois (14), quando visita a Chapecoense na Arena Condá, às 11h. Os jogos são válidos pela 29ª rodada do Brasileirão.

O melhor: Sánchez

Já virou rotina apontar o uruguaio como melhor do Santos em campo. E foi o que aconteceu mais uma vez, não só pelo gol. Incansável, o jogador novamente se mostrou o mais lúcido do time.
O pior: Derlis González

Jogando pelo setor direito de ataque, errou quase tudo que tentou, e bem à frente do técnico Cuca, que não deve ter gostado da atuação do paraguaio e o substituiu ainda no intervalo. Não aproveitou a sua sexta chance como titular.

Quero-queros paralisam o jogo

Com menos de cinco minutos, o árbitro precisou parar o jogo por conta da presença de quero-queros no gramado do Barradão. Jeferson, do Vitória, resolveu ajudar e retirou o filhote de campo.

Santos abre placar com uma dose de sorte

O Santos contou com uma boa dose de sorte para abrir o placar no Barradão, logo aos 8min. Carlos Sánchez resolveu arriscar de fora da área, a bola desviou nas costas do zagueiro Lucas Ribeiro e enganou o goleiro Ronaldo, que estava na jogada. 1 a 0.

Vitória acorda após o gol, mas ouve vaias

O gol de Sánchez acordou o time do Vitória, que aproveitou os espaços dados pela defesa do Santos para ganhar terreno e começar a criar boas chances. A melhor delas saiu após uma bela jogada pela direita; Erick cruzou rasteiro para trás, Willian Farias fez belo corta-luz e Yago carimbou o travessão. A equipe da casa, porém, não aproveitou as oportunidades e começou a errar demais, provocando algumas vaias da torcida especialmente após o fim da etapa inicial.

Vanderlei segura as pontas mais uma vez

Quando o Santos precisou, Vanderlei mais uma vez deu conta do recado. Na metade do segundo tempo, o goleiro foi importante em dois lances quase consecutivos. Primeiro, ele fez boa defesa em cabeceada de Lucas Fernandes. Depois, mostrou muito reflexo ao defender o que seria um gol contra de Alison após escanteio.

Vitória fica com um a menos

A situação do Vitória ficou ainda mais complicada quando, aos 36min, Maurício Cordeiro – que havia entrado há 13 minutos – foi expulso depois de acertar o braço no rosto de Diego Pituca. Na interpretação do árbitro, lance para cartão vermelho direto. Com isso, coube ao Santos apenas administrar o resultado da partida.

Renato `estreia´ como jogador/executivo

Renato ganhou a vaga de Alison aos 41min do segundo tempo e, assim, foi a campo pela primeira vez desde que foi anunciado como executivo de futebol do Santos.

Rodrygo preservado para o clássico

O jovem Rodrygo iniciou a partida no banco de reservas. Ele foi preservado de dois treinos ao longo da semana por conta de um incômodo na coxa esquerda e, de acordo com a assessoria, não começou entre os titulares para ser poupado para o clássico contra o Corinthians. No intervalo, porém, ele entrou na vaga de Derlis, que não agradou no primeiro tempo.

Alison não encara o Corinthians

O técnico Cuca não poderá contar com Alison no jogo diante do Corinthians. O volante recebeu cartão amarelo ainda no primeiro tempo por uma falta por trás e, como estava pendurado, virou desfalque. Victor Ferraz, Luiz Felipe e Dodô, que também estavam pendurados, não foram advertidos e estão disponíveis para o clássico.

Foto: Divulgação/Santos FC

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    59
  • 2 Int
    56
  • 3 Fla
    55
  • 4 São
    52
  • 5 Grê
    51
  • Veja tabela completa