publicidade
Apesar do clima de Carnaval, os dirigentes trocaram farpas sobre a eleição da CBF. Foi nítido que Andrés não ficou feliz ao saber que Del Nero estava no mesmo camarote

Apesar do clima de Carnaval, os dirigentes trocaram farpas sobre a eleição da CBF. Foi nítido que Andrés não ficou feliz ao saber que Del Nero estava no mesmo camarote

Adversários nos bastidores do futebol brasileiro, Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians e ex-dirigente da CBF, e Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol e vice da CBF, dividiram o mesmo camarote na Sapucaí no segundo dia de desfiles no Rio de Janeiro.

Apesar do clima de Carnaval, os dirigentes trocaram farpas sobre a eleição da CBF. Foi nítido que Andrés não ficou feliz ao saber que Del Nero estava no mesmo camarote. O vice da CBF também fez cara de pouco amigos ao ser informado da presença do desafeto.

Atualmente na oposição do presidente José Maria Marin, Andrés falou sobre a polêmica entrevista que deu na semana passada. Segundo o jornal suíço Neue Zurcher Zeitung (NZZ) na semana passada, ele planeja voltar ao comando do Corinthians em 2018 e quebraria a CBF.

"Deturparam minha entrevista para os ingleses. Eu não disse que vou quebrar a CBF, mas sim que vou lutar contra esse sistema arcaico. Não tenho data para voltar ao Corinthians. Mas quando retornar, lutarei contra isso. É inadmissível ver um sistema tão ruim durar tanto tempo. Sou oposição e sempre serei. Caso eles se mantenham (Marín e Del Nero) após a eleição, o futuro é negro. O futebol brasileiro vai descer a ladeira", disse Andrés na chegada ao camarote da Brahma.

Del Nero é o candidato da situação e favorito a substituir Marin no comando da CBF. Ele se defendeu e ainda cutucou Andrés.

"Não vou comentar opinião pessoal dele (Andrés). Só acho que essas pessoas estão insatisfeitas e querendo ser situação porque querem cargos. Eles precisam de cargos. Quando não tem, fazem isso", disse o vice presidente da CBF.

Caso a oposição decida disputar a eleição, o candidato será Francisco Noveletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol. Andrés abriu mão da candidatura.

"Ele tem um compromisso com o grupo. É o nosso nome. Acredito nele. Se ele realmente fechar com a situação, será uma decepção muito grande. Vou esperar o próximo encontro antes de julgar qualquer coisa", analisou o ex-presidente do Corinthians.

Já Del Nero confia em uma chapa única no pleito que será realizado no próximo mês.

"Não acredito em oposição. Conversamos com o Noveletto e ele nos contou do interesse. Ainda não há nada oficial. Ele ficou de nos trazer uma proposta. Acho muito que vamos aceitar. Não vejo ele ficando do outro lado", revelou.

Ao falarem sobre a situação do futebol brasileiro, os dois divergiram novamente.

"O futebol brasileiro está muito bom. Não há nada melhor do que a continuidade neste momento. Primeiro foi o Ricardo, depois o Marín e agora... bem agora vamos aguardar. Meu nome não é oficial, mas deve ser eu mesmo", afirmou Del Nero, que completou.

"Estamos vivendo o melhor momento. Temos uma Copa histórica, com uma seleção muito bem preparada, um CT [Granja Comary] que será dos melhores do mundo, séries C e D com investimento milionário para os clubes; O momento é bom e pede continuidade."

"Querem saber do futuro do futebol brasileiro após a Copa? Olhem para o futebol paulista. Vai ficar essa b... aí que todos assistem", finalizou Andrés.

FOTO: UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    71
  • 2 Grê
    61
  • 3 Pal
    60
  • 4 San
    59
  • 5 Cru
    56
  • Veja tabela completa