publicidade
Anderson Martins foi apresentado pelo coordenador de futebol Ricardo Rocha

Anderson Martins foi apresentado pelo coordenador de futebol Ricardo Rocha

Bruno Grossi
Do UOL, em São Paulo (SP)

O São Paulo apresentou seu terceiro reforço somente nesta semana. O zagueiro Anderson Martins recebeu a camisa 4 das mãos do coordenador de futebol Ricardo Rocha e justificou a opção pelo Tricolor pelo projeto apresentado pela diretoria. O defensor de 30 anos rescindiu com o Vasco da Gama na terça-feira, se apresentou no CT da Barra Funda na quarta e nesta sexta falou sobre as expectativas criadas para os três anos de contrato com o clube paulista.

"Foi tudo muito rápido. Tive que tomar decisões rápidas para minha carreira. E dentro de todo o projeto que o São Paulo apresentou, com expectativas criadas pelas presenças de Raí e Ricardo Rocha, tudo isso me atraiu. Vim para buscar conquistas e sei que o clube me dará condição para isso. Quando soube do interesse, me animei. Raí e Ricardo são grandes referências para o clube e conhecem a história. Eles vão nos dar todas as condições, pelo que viveram aqui, pelos títulos que ganharam. Esperamos absorver todo esse espírito que eles mostraram aqui enquanto jogadores e colocar tudo em prática", exaltou.

Anderson assegura que não pensou duas vezes em aceitar a proposta são-paulina. O beque, no entanto, admite que foi difícil decidir pela saída do Vasco da Gama, clube onde era querido e disputaria a Libertadores, mas que não cumpriu obrigações financeiras nos últimos meses: "O sentimento é de que deveria ser diferente. Agradeço à torcida do Vasco pelo carinho, mas tinha motivos para tomar minha decisão e não quero expor tudo isso. Sempre tentei honrar a camisa do clube, mas infelizmente as coisas não aconteceram. Tomei a decisão certa para minha carreira".

"Eu sei de tudo o que o São Paulo está projetando. E pensando no meu plano de carreira preferi tomar essa decisão. Tive que abrir mão de muitas coisas. Não foi fácil. Estava em um grupo muito bom, com pessoas que me ajudaram muito e ficou um sentimento difícil. Sabia de tudo o que geraria, mas preferi tomar, porque sei o que o São Paulo me apresentou como algo mais atraente para mim. Abri mão da Libertadores e de outras coisas, mas sei que o São Paulo será cada vez mais forte", projetou.

No Tricolor, Anderson Martins terá a concorrência de Rodrigo Caio, Arboleda, Bruno Alves, Aderllan e Rony, além de Militão, que tem sido improvisado na lateral direita. Na segunda passagem pelo futebol paulista - defendeu o Corinthians em 2014 -, o zagueiro confia que poderá jogar bastante devido ao calendário de 2018, apertado pela Copa do Mundo.

"A gente sabe da qualidade de todos que estão aqui. Isso fortalece o grupo. Espero ajudar da melhor maneira, respeitando, mas buscando meu espaço. Não podia me acomodar, na vida é preciso buscar desafios. A equipe terminou bem. no fim do campeonato já tinha outra postura, já estava acertada. A equipe está em uma crescente, está se fortalecendo e acho que será um ano corrido, de Copa, vai precisar de um grupo forte. Jogar quarta e domingo não é fácil. Ninguém consegue manter o nível. Estou aqui para ajudar e espero que a expectativa criada sobre mim seja correspondida", bancou.

Foto: Bruno Grossi/UOL

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2018

  • Classificação
    Pontos
  • 1 São
    50
  • 2 Int
    49
  • 3 Pal
    47
  • 4 Fla
    45
  • 5 Grê
    44
  • Veja tabela completa