publicidade
Dourado negocia saída do Tricolor, apesar do Fluminense falar em permanência

Dourado negocia saída do Tricolor, apesar do Fluminense falar em permanência

Leo Burlá
Do UOL, no Rio de Janeiro

Em meio ao processo de reformulação do Fluminense, o presidente Pedro Abad mede as palavras para não azedar o relacionamento com a torcida tricolor e tenta estancar a ideia de que um desmanche está em curso nas Laranjeiras.

Ao subir o tom e dizer que não pretende negociar Henrique Dourado, o dirigente passa a batata quente para o Ceifador, mas sabe muito bem [e admite internamente] que apenas seu desejo não será suficiente para segurar o camisa 9 nas Laranjeiras, visto que o jogador está "louco" para assinar com o novo clube.

"Ele vai ser vendido de jeito nenhum e fica no Fluminense. Ele viajou com a gente e vai jogar a Florida Cup", jurou Abad.

Apesar do tom assertivo do cartola, as conversas estão a todo vapor. Em contato realizado ainda no Rio, os representantes de Henrique não foram muito objetivos ao colocarem na mesa as possibilidades que poderão levar o jogador para o Corinthians. O que houve foi uma manifestação expressa da vontade de sacramentar a transferência e a promessa de que novos capítulos seriam escritos na Florida, local da pré-temporada de paulistas e cariocas.

O CEO Marcus Vinicius Freire voou para os Estados Unidos com esta incumbência na bagagem. Na linha de frente da negociação, Freire manterá contato com o agente do artilheiro, que também foi aos EUA com a missão de fechar o acordo.

O que pesa contra os cariocas na balança é justamente a vontade do jogador. O centroavante já manifesta aos quatro cantos o seu desejo desde que o Corinthians surgiu na jogada. Ele rechaçou imediatamente até uma sinalização do Flamengo, que acenou com um salário ainda maior do que o oferecido pelos alvinegros. No meio da negociação, o Ceifador calcula bem seus passos. Dono de boa reputação com o torcedor, ele quer sair pela porta da frente e não ter sua boa imagem arranhada. O status de ser titular do atual campeão brasileiro e a possibilidade maior de dar uma volta olímpica no ano, contudo, seduzem demais o paulista de Guarulhos.

Com um elenco muito enxuto, o Tricolor vê com bons olhos a inclusão de corintianos no negócio, mas será também necessária uma compensação financeira para o Flu. O contrato vigente, inclusive, impede uma troca simples entre as partes. Caso isso aconteça, o Mirassol, clube que detém 50% dos direitos do jogador [o Flu é dono do resto], deve ser ressarcido em 4 milhões de euros (R$ 15,5 milhões).

Ao passo que o Flu ainda vai sendo montado fora de campo, o Fluminense começa a dar os seus primeiros passos na temporada de 2018. Na próxima sexta, o Flu pega o holandês PSV, em jogo válido pela primeira rodada da Florida Cup.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2017

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Cor
    72
  • 2 Pal
    63
  • 3 San
    63
  • 4 Grê
    62
  • 5 Cru
    57
  • Veja tabela completa