publicidade
Inglês teve lucro enorme em Singapura, mas deve ter cautela. Foto: Mercedes/AMG F1

Inglês teve lucro enorme em Singapura, mas deve ter cautela. Foto: Mercedes/AMG F1

Na reta final do Mundial de F1, Hamilton conseguiu abrir 28 pontos de vantagem para seu único oponente pelo título, Sebastian Vettel.

O alemão da Ferrari teve um dia, ou melhor, noite, para esquecer em Singapura. Sem pontuar, viu o inglês vencer e... 

Colocar uma mão na taça?

Bobagem.

Uma vitória hoje na F1 tem "pernas longas".

São 25 pontos na conta, sete a mais em relação ao segundo colocado.

Quando comecei a acompanhar a categoria, o vencedor levava 9 e o segundo faturava 6, apenas três a mais.

Assim, se Hamilton tiver na Malásia uma jornada tão ruim quanto Vettel, e este vencer, a vantagem do piloto da Mercedes será novamente de apenas três pontos.

E estará "tudo como dantes no quartel de Abrantes"...

Malásia, Japão, Estados Unidos, México, Brasil e Abu Dhabi. São estas as provas que restam.

Depois do que aconteceu em Singapura, em que a Ferrari era franca favorita, já nem levo mais em consideração a vantagem de um carro em relação ao outro por conta das características das pistas vindouras.

Gosto de vindouras, gosto de palavras que ficaram em desuso, normalmente são mais belas...

A Mercedes, em Marina Bay, era candidata a mera coadjuvante. 

Os dois carros da Ferrari e os dois da Red Bull tinham a faca, o queijo e a goibada para serem os quatro primeiros colocados.

O lucro de Hamilton foi enorme.

Mas é preciso ter cautela.

Como dizia minha avó Izaura: nada de comer as castanhas antes do Natal...

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL BELLA MACCHINA DO YOUTUBE. ENTREVISTAS COM PILOTOS E O PROGRAMA "NOTAS DO CARSUGHI", COM O MESTRE AO LADO DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI FALANDO SOBRE F1, MOTOGP, STOCK CAR WEC, F-E, INDY E MUITO MAIS

CLIQUE NO LOGO ABAIXO PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO

COLUNAS: CLIQUE AQUI E ACESSE OS TEXTOS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI NO PORTAL TERCEIRO TEMPO

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

SOBRE O COLUNISTA

No 2º ano do primário, sua professora, a dona Mitsy, escolheu sua redação para que ele a lesse para toda a sala. Depois, as professoras de todas as outras séries do primário o convocaram para a mesma tarefa.

Após essa "maratona?, dona Mitsy lhe disse uma única frase, que ficou ressoando em sua cabeça por todos os anos que seguiram:

"Marcos, nunca deixe de escrever!?

Durante o 2º grau, um... Saiba Mais

Arquivos