publicidade
No total, 12 brasileiros representam o país no Circuito Mundial de Surf de 2018

No total, 12 brasileiros representam o país no Circuito Mundial de Surf de 2018

Por Kelly Ferreira

A 2ª etapa do Circuito Mundial de Surf não poderia ter acabado de forma melhor. Isso porque um brasileiro fez soar os sinos em Bells Beach! Para alguns, uma zebra, mas para quem acompanha o esporte, a conquista de Italo Ferreira é fruto de um trabalho que vem amadurecendo a cada dia.

Além da disputa de pontos, importantes no ranking mundial, o evento em Bells, nesse ano, teve outro grande atrativo. Mick Fanning que resolveu se aposentar das pranchas e escolheu a etapa como palco para sua grande despedida.

A torcida local ecoava um único som: Fanning! Como era de se esperar, ele era o favorito pelos aussies. Paralelo a isso, outros 35 surfistas também buscavam se consagrar na “etapa do sino”.

A Brazilian Storm compareceu em peso, com seus 11 integrantes (no masculino). Italo, o grande vencedor, foi avançando sem chamar tanta atenção. Não passou pela primeira fase. Na repescagem, desbancou o catarinense Michael Rodrigues. No Round 3, tirou Filipinho da disputa. Na fase seguinte, com bateria de três homens, avançou junto com Gabriel Medina.

Foi a partir das Quartas de Final que a coisa começou a mudar de forma. Ao encarar o havaiano Ezekiel Lau pegou uma onda de nota 9.03 e venceu por 6.36 de diferença. Na semifinal, em um novo duelo com Medina também avançou; uma pequena diferença, é verdade. Mas, garantiu a maior nota de toda a competição um 9,17. Na final não deixou se intimidar. Se a praia gritava por Fanning, Italo mostrou seu potencial. Na metade da bateria, o tricampeão mundial liderava. Até que Italo virou, faltando 7 minutos para terminar a bateria. Depois, administrou a vantagem até o final.

Com o título em Bells Beach, a primeira vitória de Italo Ferreira no Circuito Mundial, o brazuca saltou 12 posições na tabela e lidera o ranking mundial ao lado do australiano Julian Wilson. A próxima etapa do Tour segue na Austrália, em Margaret River. A janela abre no dia 11 de abril e John John Florence defende o título.

Na competição feminina, Stephanie Gilmore levou a etapa de Bells Beach em uma final acirradíssima com a havaiana Tatiana Weston-Webb. Nossa brasileira, a cearense Silvana Lima mandou muito bem na terra dos cangurus e chegou até a semifinal. Com o resultado, Silvana fica no top 10 e ocupa a 7ª colocação do ranking.

(Foto: Reprodução - WSL / ED SLOANE)

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

SOBRE O COLUNISTA

Formada em Comunicação Social - Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, iniciou a carreira em 2009 na Rádio Bandeirantes. Durante esse período foi produtora, repórter, apresentadora e colunista em duas emissoras do Grupo. Tem passagens em editorias de viagem, cultura, esporte e saúde. Também é pós-graduada em negócios e estratégias de marketing digital, pela PUC.

Arquivos