publicidade
Treinador acumula três eliminações em poucos meses no comando do São Paulo e coloca o Tricolor como grande incógnita no Brasileirão que começa neste final de semana. Apesar de poupado pela torcida e diretoria, pressão pode fazer com que o próprio Ceni peça demissão. Opine!

Treinador acumula três eliminações em poucos meses no comando do São Paulo e coloca o Tricolor como grande incógnita no Brasileirão que começa neste final de semana. Apesar de poupado pela torcida e diretoria, pressão pode fazer com que o próprio Ceni peça demissão. Opine!

Antes de tudo, que fique claro: apoiei a decisão do São Paulo de apostar no técnico Rogério Ceni. Experiente ou não, vi o goleiro como uma aposta válida e que poderia dar certo. Até agora, após cinco meses, é um fracasso, admito.

Rogério acumula três eliminações no comando do Tricolor (Paulistão, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana) e coloca o São Paulo como uma grande incógnita no Brasileirão, que começa neste final de semana.

Apesar das eliminações e da falta ainda de um time definido, o goleiro e agora treinador é poupado pela torcida. A veneração pelo ídolo faz com que os torcedores blindem o treinador e cobrem os jogadores. E será assim. Ceni já sabia e os atletas também, assim como a diretoria.

Acredito ainda que Ceni tenha potencial na beirada do campo. No entanto, após três eliminações, admito ficar difícil defender tal tese. Se estou pressionado na defesa de Ceni, imagina o ídolo e agora treinador? Ceni é um vencedor e mantém uma cobrança pessoal muito alta em cima de seu trabalho.

Por isso, o atual momento deve incomodá-lo bastante, não tenho a menor dúvida.

Dito isso, revelo aqui uma convicção. Após acompanhar Rogério como goleiro e agora como treinador, creio que Ceni começa o Brasileirão pressionado e também bastante reflexivo. Ceni sabe da importância de se somar pontos e acumular vitórias no início do nacional por pontos corridos.

Portanto, caso o time não comece bem o nacional, o próprio treinador pode pedir o boné. Estou convicto. Rogério não convive bem com derrotas e sabe do risco de qualquer time entrar na rota do rebaixamento e a dificuldade do time sair deste buraco num campeonato competitivo e tão longo.

Por isso, o próprio Ceni pode interromper sua trajetória no comando do clube, caso o time tenha um mau começo no nacional. Tudo dependerá das primeiras rodadas do Brasileirão.

A diretoria está numa sinuca de bico, já que Ceni é “incaível”. A torcida poupa o ídolo, pois ainda o vê como um vencedor. No entanto, Ceni sabe da importância das vitórias e da sua presença na beirada do campo. Só espero que Rogério não demore a pedir o boné, pois pode ser tarde demais para o clube. O Brasileirão por pontos corridos é uma competição traiçoeira e o São Paulo é uma grande incógnita no nacional.

 

Acesse o Blog Salgueiro FC. Clique!

Twitter: @salgueirofc

Foto: UOL

   

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações

SOBRE O COLUNISTA

Paulistano com muito orgulho, Salgueiro, como é conhecido, é pisciano, jornalista diplomado, repórter fuçador, irriquieto e um cidadão inconformado. Engatinhou na profissão na Rádio CBN, onde aprendeu muito no rastreio das informações. Depois seguiu para a imprensa escrita, no DIÁRIO POPULAR, que virou mais tarde DIÁRIO DE SÃO PAULO, permanecendo por lá 14 anos. Nos últimos anos colaborou com v&a... Saiba Mais

Arquivos