Goleiro merece jogar e ser feliz. Denis não é ruim como os fanáticos bradam, apenas não conseguiu superar a sombra de Mito. Que o São Paulo o libere para outro clube e contrate um novo goleiro. Não à altura de Ceni, mas em condição de defender o gol tricolor. Opine!

Goleiro merece jogar e ser feliz. Denis não é ruim como os fanáticos bradam, apenas não conseguiu superar a sombra de Mito. Que o São Paulo o libere para outro clube e contrate um novo goleiro. Não à altura de Ceni, mas em condição de defender o gol tricolor. Opine!

O futebol é cruel. O fanatismo que contamina os torcedores faz muitas vítimas no mundo da bola. Jogadores que convivem com a idolatria e o desprezo. Da noite para o dia. Algo que foge do controle, pois mexe com um sentimento de amor pelo clube que brota de uma maneira doentia, quase sempre sem limites.

Denis, um dos goleiros do São Paulo, busca há mais de um ano ser o grande substituto de Rogério Ceni. Não conseguiu e não conseguirá. Queimou-se no gol tricolor e no coração da torcida. Nunca será idolatrado. Odiado já é. Sim, o ódio é uma palavra forte, mas retrata bem o atual sentimento do torcedor para com o camisa 1. Triste.

Dênis merece respeito como qualquer pessoa. E pelo lado profissional, tem o direito também de vencer num novo clube. Uma agremiação que abra as portas para ele que é um bom goleiro e não um péssimo arqueiro como os torcedores tricolores aprenderam a classificá-lo. Bobagem isso...

O camisa 1 precisa estar num clube bem distante da sombra de Ceni. O ex-camisa 1 do São Paulo pesou nas costas de Denis. Substituir o mito foi algo que Denis não conseguiu. Isso é um fato. Uma realidade.

O torcedor são-paulino tem essa certeza. Rogério também sabe disso.

Se pudesse, pediria diretamente ao presidente Leco, do Tricolor, para que liberasse Denis. Por respeito e gratidão. De graça. Rumo a um novo clube, onde ele pudesse jogar. Ser feliz e menos odiado. Ele merece. O São Paulo precisa. Vai com Deus, Denis!

O goleiro é boa pessoa. Foi sempre um reserva aplicado e sonhador. Um companheiro silencioso de Ceni, quando o ídolo construía sua fama de mito com títulos, gols e defesas fantásticas no gol tricolor. Denis esperou por sua vez pacientemente. Ela chegou. Mas Denis não vingou. Normal, acontece...

E chegada a hora de pensar no ser humano. Denis merece jogar e ser feliz. Ele não é mau goleiro. No meu time jogaria, ou melhor, disputaria disposição. No São Paulo ele nunca jogará. Sempre estará na mira da torcida. O fanatismo torna as pessoas cruéis. No futebol é assim.

Que Denis seja feliz num outro clube. E que o São Paulo encontre um camisa 1. Não à altura de Rogério Ceni, mas que possa alimentar uma boa relação com a torcida. Será difícil, mas é necessário.

 

Acesse o Blog Salgueiro FC. Clique!

Twitter: @salgueirofc

Foto: UOL

 

Compartilhe:
Imagem Nuvem de Notificações
comments powered by Disqus

SOBRE O COLUNISTA

Paulistano com muito orgulho, Salgueiro, como é conhecido, é pisciano, jornalista diplomado, repórter fuçador, irriquieto e um cidadão inconformado. Engatinhou na profissão na Rádio CBN, onde aprendeu muito no rastreio das informações. Depois seguiu para a imprensa escrita, no DIÁRIO POPULAR, que virou mais tarde DIÁRIO DE SÃO PAULO, permanecendo por lá 14 anos. Nos últimos anos colaborou com v&a... Saiba Mais

Arquivos